O Caminho da Humildade

Já faz muito tempo que temos visto uma busca desenfreada por popularidade, fama e sucesso. Me lembro que na escola sempre tinha aquele grupinho das meninas populares e que muita gente queria fazer parte a todo custo. E são muitas as histórias de pessoas que já fizeram absurdos para alcançar a fama. Numa época onde o sucesso é tão raso e passageiro, de celebridades que aparecem e somem num piscar de olhos, falar sobre humildade é muito fora da realidade atual.

E é exatamente por isso que a bíblia é tão indispensável para aqueles que a tem como verdade sagrada. Ela nos resgata de toda essa realidade destruidora que estamos presenciando e nos dá uma outra perspectiva para ser vivida.

Digo isso porque, lendo João 3:30, me deparo com João Batista, sua popularidade e seu amor por Cristo. Ele certamente era um líder popular, batizava as pessoas e tinha até seguidores. Acredito que a chegada de Jesus tenha mudado um pouco este cenário. Alguns discípulos de João já haviam deixado de seguí-lo para seguir o mestre, mas nada disso mudou o propósito dele. Diante desta transição, ele declara em João 3:30:

É necessário que ele cresça e que eu diminua.

Que frase impactante! Que prova de que João não era motivado pela popularidade e sim por amar o Senhor.

Quando leio isso percebo que João Batista reconhecia o senhorio de Cristo e abraçava a sua submissão. Ele sabia quem Deus era, e qual era a sua missão. Quanto mais perto de Deus a pessoa estiver mais ela saberá quem é o Senhor e se enxergará como realmente é diante do Pai.

E entender e viver esse “diminuir” não é para pessoas pequenas. Só os que estão alicerçados em algo Maior, conseguem abrir mão de um lugar destacado ou de uma honra merecida para concedê-la a outra pessoa.

A grandeza encontrada em João Batista não vem dele. Porque a natureza humana nos condiciona a buscar a glória para nós, ainda que seja para parecermos humildes. A ação sobrenatural de Deus operada em nós produz mudanças sinceras e profundas. As Escrituras Sagradas nos ensinam a dar a glória a Deus, a valorizar o próximo e a reconhecer o que o bem que fazemos é obra do Senhor e não nossa.

A minha oração é que nós possamos aprender com João Batista o caminho da humildade, a majestade de Cristo sobre as nossas vidas e sempre com a consciência de que “É necessário que ele cresça e que eu diminua.”

n’Ele, hoje e sempre!

O que estamos cantando?

  A igreja sempre fez uso de cânticos e hinos, seja no presente, na longa história da igreja cristã e na igreja primitiva. Isto porque o louvor sempre foi uma expressão de amor e adoração ao Senhor. Louvar é cantar as verdades sagradas, é proclamar quem o Senhor é e o que o seu amor…

Leia Mais

Mudar é confiar em Deus!

Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem;…

Leia Mais

A vida sem Deus não é vida!

Todas as vezes que leio o livro de Eclesiastes fico com a sensação de que Salomão estava numa depressão total, rs. Porque a impressão que dá é que nada na vida dele tinha sentido e quando olhamos para o que ele teve, vemos que humanamente foi um homem realizado; Realizei grandes coisas. Construí casas para…

Leia Mais

Malco e a graça de Cristo

Hoje vamos falar de um homem que passou despercebido em uma história tão contada. Em um momento crucial da história de Jesus ele aparece para receber a graça de Jesus em sua vida. Mas quem é Malco? Malco era um homem que tinha um sonho: ser um sacerdote. Segundo historiadores, ele passou a vida estudando, obedecendo às…

Leia Mais

Paulo não disse que Cristo era o seu principal foco

Paulo não disse que Cristo era o seu principal foco, ele disse que Cristo era o seu único assunto. É disso que precisamos, não de novas técnicas, entretenimento ou doutrinas humanas. Cristo não é algo que precisamos, é TUDO que temos! A maravilha do amor de Deus por nós não é que Deus nos ama…

Leia Mais

Relacionamentos divinos

O relacionamento Deus e homem é um relacionamento lúcido da parte de Deus. Ele vem em nossa direção sabendo realmente quem nós somos e que não temos nada de bom para lhe oferecer. E mesmo assim ele insiste nisso, nos amando, e a medida que nos relacionamos somos tomados por uma consciência de quem nós…

Leia Mais

Eu sou uma boa pessoa, isso não é o suficiente?

Não é o suficiente ser uma boa pessoa. Primeiro porque não somos tão bons como pensamos. Nós todos parecemos bons a uma certa distância. Talvez não cometamos certos pecados como, matar, roubar ou adulterar. Olhando de longe talvez dê até para acharmos que somos boas pessoas, mas se olharmos nossa vida de perto, com sinceridade,…

Leia Mais

Eis nos aqui

Por que os títulos? Por que as categorias? Por que as perguntas tendenciosas? Por que os achismos? Por que a arrogância? Por que o peito estufado? Por que as pedras nas mãos? Por que a mente segmentada ou fechada a sete chaves? Por que a imposição ? Por que a divisão? Por que exclusão? Por…

Leia Mais

Somos Todos Pecadores

Hoje vamos relembrar a parábola do fariseu e do publicano. Ela é dirigida a alguns que confiavam em sua própria justiça e desprezavam os outros (Luc 18.9). Ela fala sobre dois homens que subiram ao templo para orar, um era fariseu (religioso da época que era devoto a Torá) e o outro era um publicano…

Leia Mais

Nosso endereço: Rua Dr. Jesuíno Maciel 445 - São Paulo

© Copyright - 2015 - Igreja Cristã da Família Brooklin - Todos os Direitos Reservados